Search for content, post, videos

Serviços

icone-1

Consultoria, Elaboração e Enquadramento

Elaboração e inscrição do projeto no Edital Fomento à Cultura da Secretaria Municipal de Cultura RJ

icone-3

Gerenciamento, Coordenação e Produção Executiva

Atuamos desde a pré-produção até a pós-produção incluindo: planejamento orçamentário e contábil, prestação de contas, planos de ação, de mídia e contrapartidas.

icone-4

Palestras, Cursos e
Treinamentos

Realizamos palestras, cursos e treinamentos para artistas, gestores, produtores, agentes e interessados na area de gestão e empreendedorismo cutural.

Quem somos

A Arte Cultura é uma Produtora Artística Cultural especializada em consultoria, concepção, elaboração, inscrição e adequação de projetos em editais de patrocínio e leis de incentivo fiscal, planejamento orçamentário, estratégia de ação, plano de mídia e de contrapartidas, captação de recursos, desenvolvimento, gestão e prestação de contas junto aos órgãos públicos. Atua em projetos culturais multidisciplinares que integram artes visuais, dança, história, literatura, museologia, música, teatro, novas tecnologias, dentre outras linguagens.

A empresa tem como objetivo promover a interatividade, inclusão social, as novas tecnologias e, principalmente, a difusão e fruição cultural dos indivíduos. Vem aprimorando suas estratégias e metas, buscando novas formas de captação de recursos, além de editais de patrocínios públicos, privados e via leis de incentivo fiscal. Em2020 lançamos o curso em formato workshop Canvas: “Caminho das Pedras: da arte ao produto cultural”.

Em atividade desde 2012, é dirigida por Patricia Castro, especialista do Rio de Janeiro na área de fomento à cultura. Concebeu, elaborou, inscreveu e gerenciou desde 2004, diversos projetos e setores culturais, no SESC rio, Jornal do Commercio, Revista de História da Biblioteca Nacional, Museu Internacional de Arte Naif – Fundação Finkelstein, Secretaria Municipal de Cultura RJ, Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa RJ, Centro Cultural dos Correios RJ, IBRAM – Instituto Brasileiro de Museus , MinC – Ministério da Cultura, dentre outros. Com formação em MBA Gestão Cultural (ABGC/UCAM), MBA Gestão Empresarial (ESCM/UCAM), Gerenciamento de projetos e prestação de contas (UCAM), Bacharel em Desenho Industrial (Univercidade), História da Arte Moderna e Contemporânea (EAV) e DRT em Dança pelo SPDRJ.

História

A trajetória empreendedora de Patricia Castro começou em 1997, quando fundou a Escola de Arte e Movimentos – “Anexo da Dança”, onde dirigiu, ministrou aulas de ballet e jazz, criou e implementou o projeto “Dançando na Escola”. Durante 5 anos, atendeu as alunas bolsistas do ensino fundamental do Colégio Anglo Americano gratuitamente, uma parceria entre a Santa Casa de Misericórdia RJ, que permitiu usar espaço sem fins lucrativos, exceto a tarde/noite.

Em 2004, após sua primeira experiência no âmbito cultural, atuou como executiva técnica dos setores de dança, artes visuais do SESC Rio – Tijuca, onde coordenou seu primeiro projeto de sucesso: o “Geração Hip Hop”, atendendo 40 jovens de comunidades da periferia do Rio de Janeiro, com habilidades específicas nos quatro elementos: break, rap, DJ e graffiti, em parceria com a FINEP.

Depois de 5 anos no Sesc, foi convidada para ser gestora e produtora do projeto “História no Ponto”, uma parceria do MinC com a Revista de História da Biblioteca Nacional (RHBN). O projeto promoveu um diálogo entre pesquisadores e a comunidade dos Pontos, levando conhecimentos da história do Brasil por autores com artigos publicados na RHBN para discutirem assuntos ligados às peculiaridades de cada região. Paralelamente atuou como Gerente Executiva na supervisão no setor de recursos humanos, financeiro, informática e suprimentos.

Em 2011, após finalizar o projeto com a RHBN, fundou a Arte Cultura Gestão & Produção Cultural com objetivo promover a interatividade, inclusão social e digital, a difusão e fruição cultural. No mesmo ano, atendeu a diversos artistas e foi convidada a ser gestora cultural do Museu Internacional De Arte Naif Do Brasil – MIAN – Fundação Lucien Finkelstein, onde foi responsável diretamente pela reabertura do museu através do projeto “Museu Naif, Ontem, Hoje e Sempre”, nos anos seguintes, o projeto “Rota Naif Contemporânea” e projeto “Rio Olímpico”, todos contemplados pela Secretaria Municipal de Cultura do Rio de Janeiro, projeto “Vida Longa ao MIAN”, em convênio com Secretaria de Estado de Cultura RJ durante 3 anos, Arte Naif a bola da Vez (CCC/MinC), projeto “Memória Olímpica pelo olhar Naif” (IBRAM/MinC) – dentre outros idealizados e captados via editais de patrocínio visando a sustentabilidade do museu e difusão do acervo composto de cerca de 6 mil obras. Durante 5 anos no MIAN, Patricia atuou na concepção e no desenvolvimento de diversos projetos onde obteve patrocínios da Secretaria Municipal e Estadual de Cultura do RJ, Centro Cultural dos Correios do RJ, IBRAM, e ainda articulou e produziu oito exposições realizadas no SESC Rio, nas unidades Ramos, Tijuca, Engenho de Dentro, Santa Luzia e São João de Meriti. Foi responsável pelas inscrições em editais públicos/privados, enquadramento em Leis de Incentivo Fiscal, captação de recursos e prestação de contas com órgãos públicos culturais e em 2013, idealizou o projeto “Naif Digital”, realizado via Lei Rouanet – MinC, que gerou uma exposição sensorial, apps para celulares iOS e Android e um jogo interativo para tablets que permitia aos visitantes desenvolver sua própria composição Naif e depois compartilhar via Facebook/E-mail.

Em 2014, através da Arte Cultura, atuou na gestão do projeto Portal do Ecomuseu do Quarteirão Cultural do Matadouro de Santa Cruz, contemplada pela SMC-RJ, realizou e coordenou o evento “Africanidades de Santa Cruz”, atendendo alunos de escolas municipais em Santa Cruz.

Em 2015, foram iniciadas palestras na área de fomento à cultura, no intuito de compartilhar os conhecimentos adquiridos e as vivências da diretora, neste caso: “Mecanismos e dicas sobre Gestão de Projetos” e “Requalificação de Museus e Instituições Culturais”, destinadas aos alunos do MBA Gestão de Museus e Gestão Cultural – Associação Brasileira de Gestão Cultural / UCAM. Empreendedorismo cultural e Captação de Recursos no SESc Rio – Tijuca, dentre outras.

Em 2016/17 a SMC-RJ contemplou em Santa Cruz o 1º curso: “Mecanismos da Gestão Cultural”, carga horária de 24h, onde atuei como palestrante e ministrei pela 1º vez o workshop pelo metodo Canvas e ao final os alunos conceberam seu anteprojeto, atendendo ao objetivo da proposta e da empresa: transformar sua ideia ou arte em produto cultural. Posteriormente, foi lançado um curso mais extenso: “Os mecanismos da Gestão Cultural e Captação de Recursos, o Patrimônio e a Museologia”, no COREM -Conselho Regional de Museologia – 2º Região.

Em 2017, foi convidada pela Secretária de Estado de Cultura, para atuar na direção da Casa da Marquesa de Santos – Museu da Moda Brasileira, na Superintendência de Museus (SMU) – Secretaria de Estado de Cultura RJ, vinculada a FUNARJ – Fundação de Artes do Estado do Rio de Janeiro. Durante 1 articulou parcerias de cessão de uso de espaço e de imagem por meio de ações desde a produção do catálogo de inverno da coleção, “As Rainhas“, pela SACADA e outro da Beira Modas, filmagem do seriado Cidade Proibida, pela TV Globo, realização da 12ª e 13ª edição do Circuito Moda Carioca, disponibilizou ao Google 276 itens do acervo da CMS que remetem a moda Brasil Império e do estilista Alceu Penna ao Projeto #WeWearCulture – Google Arts & Culture (www.google.com/culturalinstitute/beta/partner/museu-da-moda-brasileira), impressão de fac-símiles de 2 obras de Alceu Penna (acervo CMS) para compor a exposição “Tanto Mar: Fluxos transatlânticos do design” (Lisboa), Cessão de empréstimo de cinco obras de Alceu Penna, do acervo CMS para compor a exposição “Yes! Nós temos biquíni“, sob a autoria da jornalista Lilian Pacce. Cessão de imagem da pintura mural do Salão dos Deuses da Casa da Marquesa de Santos, Séc. IXI, para ilustrar catálogo da exposição “A Missão Artística Francesa no Brasil e seus discípulos” na Pinakotheke Cultural do Rio de Janeiro.

Em 2018, concebeu e coordenou a exposição “Nos trilhos da Liberdade”, em homenagem aos 140 anos das estações ferroviárias e 130 anos da Abolição da escravidão, atendeu a 10 escolas da rede pública nos bairros da zona oeste, totalizando 7 mil alunos.

Em 2018, foi convidada a migrar para a coordenação de projetos da Superintendência de Leitura e Conhecimento (SLC), em prol da reabertura da Biblioteca Parque da Rocinha, Biblioteca Parque de Manguinhos e da Biblioteca Parque Estadual. Em 2019, manteve o cargo na SLC, porém paralelamente assumiu a coordenação de projetos e eventos da Biblioteca Parque Estadual, onde criou e implementou a cessão de uso de espaço através de benfeitorias em prol da manutenção da biblioteca, por meio de um requerimento de eventos. Nesta gestão tendeu cerca de 90 ações, desde profissionais individuais, grupos, instituições, universidades, escolas e estreitou com outras Secretarias Estaduais e Municipais que realizaram diversos eventos e oficinas. Além disso, nestes períodos atuou na coordenação de Festas e Feiras Literárias – FLIP 2018 e 2019, Salão Carioca do Livro – LER 2018 e 2019, FLIN – Feira de Livros, Ideias e Negócios / CEDINE, Bienal Internacional do Livro 2019, Salão da Fundação Nacional do Livro Infanto Juvenil 2019, dentre outras.

Parceiros

logo-minc
logo-cultura
logo-smc
logo-sesc